PARLAeMENTE

sábado, dezembro 03, 2005

Crucifixos fora das escolas públicas por ordem do Governo


Ministra da Educação diz não querer atacar a Igreja Católica, mas antes fazer alguma pedagogia e demonstrar igual respeito por todas as religiões. O novo papa não partilha a mesma opinião, não há muito tempo, o papa Bento 16 encorajou a presença de crucifixos em locais públicos, dizendo que Deus precisa estar na vida da comunidade. "É importante que Deus seja grande entre nós na vida pública e na vida privada", afirmou. A pressão é muita, por parte de outras religiões, um ativista islâmico entrou com uma ação na Itália há alguns anos na tentativa de remover crucifixos de escolas públicas no país, mas perdeu a causa. O antecessor de Bento 16, João Paulo 2º (1920-2005), entrou no debate ao dizer que a remoção de símbolos religiosos poderia levar a Europa à instabilidade e até mesmo a conflitos em um continente multicultural.


 

Powered by Blogger

 

Carlos Paredes